Quiromancia

O estudo das mãos é uma arte tão antiga, que envolve o Egito de 4000 anos antes de Cristo, gerando uma ciência denominada DATILOSCOPIA, que tem como estudo, a identificação das pessoas através de detalhes e traços únicos que contém em cada mão em particular, focalizando as suas experiências de vida, os indicadores do destino profissional, as emoções e as sensações a respeito do mundo que a cerca. A Quiromancia é considerada uma ciência que sugere aos seus estudiosos, a observação diária para auto/análise, como método de conhecimento interior e das circustâncias de sua vida.

A palavra Quiromancia, deriva do grego bizantino KHEIROMANTEIA, que por sua vez, deriva da palavra KHEIR, que significa MÃO e MANTEIA, que significa ADIVINHAÇÃO. Para alguns historiadores, esse método deriva do III milênio e chegou ao Ocidente através dos indianos. Outros, entretanto, afirmam que este método deriva do mesmo tempo cronológico da Astrologia, tal a sua semelhança com os temas astrológicos utilizados, onde os nomes simbólicos dos dedos e montes, representariam astros deste universo em potencial. Porém, acredita-se que por volta do século XX, os viajantes que trouxeram mais esta forma de adivinhação para o mundo Ocidental, preferiram abandonar a complexidade científica dos planetas e basearam-se puramente no emprego adivinhatório, não se preocupando com o ano de sua criação e suas origens.


Cada detalhe nas mãos define uma resposta ou indicação do caminho a seguir. Para sua melhor análise, observe:

• Um consulente destro, lerá a mão esquerda para tudo o que estiver escrito em seu destino, desde a sua data de nascimento. Esta mão torna-se imutável, passiva. A mão direita, será utilizada para ler o presente: seu dia-a-dia, suas realizações, negócios em andamento e a planejar, incluindo todo o tipo de relacionamentos pessoais. As linhas da mão direita são mutáveis, e consequentemente transformam-se com o tempo e as experiências adquiridas. • Um consulente canhoto, inverterá todo o processo acima.

A PALMA DA MÃO

Larga: denota praticidade.
Cavidade normal: denota dualidade.
Grande: denota raciocínio concreto e lúcido.
Palma rosada: denota sensibilidade extrema.
Palma esbranquiçada: denota problemas de saúde.
Flexibilidade da palma: quanto maior, denota uma mente adaptável às circunstâncias e abstrata.



Qual é a sua mão?


MÃOS AMBÍGUAS

Características: mão mista, que contém os detalhes de todas as outras misturados.

Definição: por um lado, pode representar pessoas volúveis, inconstantes, criativas, aventureiras e com a facilidade de serem verdadeiramente amadas pelo longo de sua vida, sendo beneficiadas por entradas constantes de dinheiro. Por outro, pode representar alto grau de criatividade, acentuando as suas potencialidades.






MÃOS CÔNICAS

Características: palma e dedos proporcionais e delicados.

Definição: são pessoas impulsivas, com energia abundante para realizar todos os empreendimentos. Possuem dons acima da média e devem aproveitar o seu potencial criativo e as oportunidades apresentadas, que vão desde a arte (por sua flexibilidade), passando pelo entusiasmado da busca pelo poder (que facilmente os atingem), alcançando forte empatia sexual no sexo oposto.






MÃOS RETANGULARES

Características: palma larga, com dedos longos e muito finos.

Definição: são pessoas tranquilas e cheias de criatividade, que desenvolvem facilmente todo o lado prático e lógico dos fatos, aliando-se ao seu bom grau de discernimento. Possuem grande capacidade de análises metafísicas e filosóficas.






MÃOS ESPATULADAS

Características: palma muito larga com dedos afinalados.

Definição: são pessoas trabalhadoras e honestas, que adotam a filosofia interior como desafio para sua vida pessoal. Originais, são mãos que possuem significados dúbios. Às vezes, podem ser caracterizadas como uma personalidade decidida e entusiasta; outras, pode denotar uma personalidade nervosa e depressiva.






MÃOS FILOSÓFICAS

Características: palma retangular, com dedos proporcionais e delicados.

Definição: são pessoas que acentuam suas aptidões para o uso constante do raciocínio, meditação e análise. São pacientes e reservadas, procurando sempre discriminar o emocional, das situações impostas. Possuidoras de um senso de justiça aprimorado, e com um grau intuitivo destacado, sugerem uma personalidade crítica e detalhista.






MÃOS IDEALISTAS

Características: palma estreita com dedos longos.

Definição: são pessoas que tendem à melancolia e ao sofrimento pessoal infundado, que expressam claramente uma falta de aptidão para tudo de bom que os cercam e as atingem. São pessoas racionais, com um alto grau de discernimento profissional, que em trabalhos concretos, com atividades físicas constantes, podem destacar-se no meio que as rodeiam.






MÃOS PRIMITIVAS

Características: os dedos grossos, mão pequena e grossa.

Definição: são pessoas com espírito um pouco mais violento e agressivo que o normal, tendendo para um tipo de personalidade angustiosa, que pouco sabem se controlar. Possuem uma vitalidade física acentuada, representando temperamentos instáveis e geralmente destrutivos.






MÃOS QUADRADAS

Características: palma larga, com o polegar grande em destaque.

Definição: são pessoas emotivas, estáveis, com um raciocínio expressivo e de destaque intelectual. São práticas e observadoras, tendendo para uma personalidade disciplinada e correta. São dotadas de perseverança, porém, com pouco teor de criatividade.




TEXTOS, IMAGENS © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Copyright ® 1995 BMGV.